terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Indicação de livro


Dados da obra:

Editora: S.L.U. ESPASA LIBROS
Instituto Cervantes
Idioma: espanhol
Edição: 2016
ISBN: 978-84-670-4892-6
Autores: Julio Borrego Nieto (coord.), Lorena Domínguez García, Rebeca Delgado Fernández, Álvaro Recio Diego, Carmela Tomé Cornejo

Após um aprazível descanso, estou de volta para recomendar um livro que ganhei de minha tia, Cocodrilos en el diccionario. Hacia dónde camina el español, do Instituto Cervantes, escrito mediante a colaboração de vários autores.

Por enquanto li somente a introdução e gostei bastante da temática e do estilo. Pelo que vi até então, esta obra pretende analisar as mudanças na língua espanhola através dos tempos, ou a forma como a linguagem passa das ruas ao dicionário.

Este livro nos leva a questionar fenômenos linguísticos, como por exemplo, a aceitação da forma “cocodrilo” pelos dicionários, quando sua origem é “crocodilus” com a letra “r” em outra posição, enquanto por outro lado se rejeita a forma “cocreta”, resultante de fenômeno idêntico.

Curiosamente essa corrupção da forma latina não ocorreu no português, que adotou a forma “crocodilo”, além disso, nós brasileiros, ainda acrescentamos o sufixo “-agem” e inventamos o substantivo “crocodilagem” usado informalmente para designar uma traição. O que revela que o a língua se amplia e se modifica conforme o uso e as necessidades dos falantes.

Cocodrilos en el diccionario descreve e explica com um estilo leve e ágil, acompanhado de exemplos reais, as principais marcas que caracterizam o espanhol do início do século XXI, as mudanças que ocorrem e as variantes que lutam para conquistar um espaço na norma.

A obra se divide em quatro partes: a primeira é dedicada à fonética, ou melhor, aos fenômenos da pronunciação e da escrita; a segunda é dedicada à gramática, concretamente aos fenômenos que contam com variantes em conflito; a terceira parte se ocupa do vocabulário; e a última, das manifestações concretas da fala e o papel que corresponde aos meios de comunicação e às academias na difusão e avaliação destas.

A abordagem é analítica e descritiva, utilizando os procedimentos próprios da linguística. Um livro indicado para todos aqueles que desejam saber mais sobre os mecanismos de evolução da língua espanhola.


Para ler mais detalhes sobre a obra, acesse o pacote de imprensa clicando aqui.

No Brasil, encontrei a versão digital em epub à venda pela Livraria Cultura, link.