terça-feira, 19 de maio de 2015

Análise contrastiva da acentuação ES - PT


Algumas palavras escrevem-se exatamente igual em espanhol e em português, diferenciando-se apenas através da sílaba tônica. São as chamadas heterotônicas. Por exemplo, a palavra nível, que é paroxítona em português é oxítona em espanhol.

Para ver uma lista das principais heterônicas, clique aqui.

A pronunciação errada dos heterotônicos geralmente não provoca interferências significativas na comunicação. No entanto, se você deseja aperfeiçoar-se no espanhol, deverá superar este problema fonético.

Façamos agora uma análise contrastiva da acentuação em português e espanhol.

  • Em espanhol, não existe o acento grave usado para marcar a crase, ou seja, a fusão do ‘a’ artigo + o ‘a’ preposição (à).

  • Tampouco existe o acento circunflexo, e o apóstrofo é arcaico e pouco usado.

  • Por outro lado, em espanhol, ao contrário que em português, ainda se usa o trema no ü em palavras como pingüino, lingüística, etc.


Aliás, a supressão do trema pelo novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (AOLP) foi um grande deslize em minha opinião. Como explicar a um aluno em fase de alfabetização que o ‘u’ de “pinguim” deve ser pronunciado, enquanto que o ‘u’ de “pinguinho” não? Ou que o ‘u’ de “tranquilo” deve ser pronunciado e o ‘u’ de “esquilo” não? Sem falar de outras palavras menos usais que levantam muitas dúvidas, tais como apropinquei, delinquiu, rastaquera, quinquênio e outras.

  • O ‘i’ do encontro vocálico ‘ui’ em palavras paroxítonas que em português são considerados hiatos, em espanhol são ditongos e não se acentuam: incluido, construido, jesuita, destruido, excluido, etc. O ditongo ‘ui’, em espanhol, só leva acento gráfico quando é oxítona, ou proparoxítona: bejuí, cuídate.

  • Em espanhol, ao contrário que em português, acentuam-se as letras ‘u’ e ‘i’ finais em oxítonas: menú, pacú, bambú, tabú, Moscú, recibí, escribí, colibrí, alelí, etc.

  • Em espanhol, ao contrário que em português, não se acentuam as paroxítonas terminadas em ditongo, tais como: patria, mafia, estatua, armario, gloria, calvario, arteria.

  • Por outro lado, acentuam-se o ‘i’ e o ‘u’ para marcar os hiatos e distingui-los dos ditongos em palavras como: tenía, recibía, ponía, leía, olía (pretérito imperfeito do indicativo), geografía, filosofía, geología, río, frío, tío, maíz, raíz, grúa, acentúa, continúa, etc.

  • Em espanhol, acetuam-se as sílabas tônicas anteriores à antepenúltima sílaba (sobresdrújulas) em palavras como advérbios de modo terminados em ‘mente’: fácilmente, trágicamente, rápidamente, esporádicamente, etc.; ou ainda, em formas verbais resultantes da união do verbo no imperativo afirmativo e dois pronomes oblíquos: regálaselo, búscamela, escríbeselo, recomiéndasela, estúdiatelo, cómanselas, etc.

  • Em espanhol, todos os interrogativos exclamativos são acentuados. ¿Qué?, ¿Cómo?, ¿Dónde?, ¿Cuánto?, ¿Cuándo?, ¿Quén(es)?, ¿Por qué?, ¿Cuál(es)?, ¿Adónde?, ¡Qué!, ¡Cómo!, ¡Cuánto!, etc. 
Observação: Vale esclarecer que estes pronomes também serão acentuados nas     interrogativas e exclamativas indiretas, ou seja, quando os sinais de exclamação ou interrogação não aparecem, mas são implícitos. Exemplos: 
No sé cuánto tiempo le queda, Ya no me acuerdo cómo se llama, No tiene idea de cuál es su clase, No sabes cúanto te hecho de menos, Tu padre sabe de qué se trata, Esta receta no explica bien cómo se prepara, Pregúntale al técnico cómo funciona este cacharro.
  • Em espanhol, não se acentuam os monossílabos: gas, mes, da, fue,  etc. , exceto os diacríticos:

      te (pronome oblíquo) / (chá);
      mi (pron. poss., nota musical) /  (pron. oblíquo);
      si (condicional, nota musical) /  (afirmação);
      tu (pron. possessivo) / (pronome reto);
      de (preposição) / (verbo dar);
      se (pronome reflexivo) / (verbo saber);
      mas (adversativa) / más (adição, intensidade);
      aun (também) / aún (ainda).

Observação: o pronome oblíquo “ti” não se acentua.



Resumo das regras de acentuação do espanhol

Oxítonas (agudas)

São acentuadas as palavras terminadas em vogaln ou s.
Exemplos: corazón, café, menú, recibí, sofá, colibrí, dominó, quizás, etc.

Paroxítonas (graves)

São acentuadas as palavras terminadas em consoante, exceto n e s.
Exemplos: árbol, tórax, débil, fácil, azúcar, ágil, ámbar, etc.

Proparoxítonas (esdrújulas)

Todas são acentuadas.
Exemplos: oxígeno, médico, pájaro, matemática, análisis, ejército, etc.

Sílaba tônica anterior à antepenúltima sílaba (sobresdrújulas)

Todas são acentuadas.
Exemplos: explíquemela, cómpratelo, rápidamente, fácilmente, etc.

E para fechar o assunto da acentuação, não se esqueçam de usar sempre o acento, pois a falta dele pode causar ambiguidades.




Nenhum comentário:

Postar um comentário